domingo, 2 de março de 2008

«Linha sem risco para saúde»

No Correio da Manhã: "A exposição a longo prazo aos campos electromagnéticos, emitidos abaixo dos valores referidos por lei não representam um perigo para a saúde, garante Emile Van Deventer, coordenadora do Programa Internacional sobre Campos Electromagnéticos da Organização Mundial de Saúde.Emile Van Deventer participou no simpósio BioCEM, organizado pela Universidade de Lisboa, no qual foi revelado que alguns electrodomésticos produzem um campo magnético maior – a uma distância de 30 centímetros de uma pessoa – do que uma linha de alta tensão de 220 Kv, colocada num poste com 30 metros de altura." [notícia integral]

4 comentários:

Anónimo disse...

Sugiro a consulta e divulgação do relatório (100 pags) e do FAQ (10 pags) consante do seguinte site:
https://fenix.ist.utl.pt/homepage/ist11935/campos-electromagneticos,-saude-publica-e-linhas-de-alta-tensao
Cordiais cumprimentos,
Pinto de Sá

Anónimo disse...

oh Dr. Pinto de Sá, não brinque com a saude das pessoas.

Venha aqui a São Marcos (Sintra) onde 2 linhas de 220Kv passam por cima de 9 casas e nessas casas já morreram 14 pessoas com cancro e estão mais duas com cancro na cabeça em fase terminal, portanto onde esta a duvida !, e se não chega vá a SErzedelo (guimarães) onde existe 80 pessoas com cancro.
Os Dr e Engº tem que deixar os livros, e vir analizar os casos praticos.
E tambem relativamente ao enterramento , como sabe apartir dos 15 m o campo magnetico é zero e é possivel enterrar estas linhas sempre a mais de 15 metros das casas.
Mas o que infelismente acontece é que em muitos casos a REN constroi lnhas aereas a menos de 15 metros das casas .
Portanto voçês tem estudos e teoricos , mas nós temos a realidade e os factos e que se alguém quiser podem ser confirmados, ao contrario da vossa teoria.

Pinto de Sá disse...

Ao anónimo,
Em princípio não respondo a anónimos, mas neste caso abro uma excepção.
Em 1º lugar, o facto de morrerem pessoas de cancro perto de linhas de Alta Tensão não significa que morram POR CAUSA dessas linhas. As pessoas morrem e morrem sempre de alguma coisa, estatisticamente cerca de metade por cancro, haja ou não linhas de Alta Tensão!
Para se poder culpar as linhas é preciso provar que morrem mais perto delas e menos longe delas.
Em 2º lugar, e sobre a prática em vez dos livros, como você diz, então digo-lhe o seguinte: a prática mostra que o Sol nasce todos os dias num lado do horizonte e se põe no outro, movendo-se no céu; você acredita que é a Terra que roda em torno do Sol? Só se aprendeu isso nos livros, porque a "prática" mostra que é o Sol que roda em torno da Terra...

Anónimo disse...

para o Engº Pinto de Sá-
Relativamente ao resultado do estude da ARS de Serdezelo, dizemos-lhe , que estudos feitos ou pagos pela REN , governo , ou entidades na dependencia do governo , valem ZERO. E o seu estudo vale igualmente o mesmo, porque já se percebeu que o senhor está a trabalhar para e com a REN, e até o planfleto que saíu hoje no correio da manha foi retirado do seu estudo.
Quando diz que não á relação, não percebeu nada do que lhe dissemos, porque se a linha passa por cima de 9 casas e dessas morrem 14 pessoas com cancro (á mais evidencias do que estas!)
Para voçês deve haver duas OMS, porque nós temos estudos da OMS que dizem que existe grande possibilidade das linhas provocarem cancro, portanto não sabemos a que OMS se refere, deve ser só no seu computador.
ainda serdezelo, saiba que quem está a fazer o estudo faz as seguintes contas. Se houver 50 pessoas com cancro, mas depois essas pessoas morrem com outras doenças derivadas do cancro (como é obvio aparecem muitas), então esse ssenhores que estão a fazer o estudo e pagos pelo estado e sabe-se lá mais por quem , já não contam essas pessoas . porque dizem que a causa de morte foi outra, (vergonha).
somos o movimento civico de sintra